In Destaque, Organização do Tempo

Completei sete meses com o Bullet Journal e ultimamente tenho percebido um certo padrão na escolha de páginas e conteúdos que vão para o caderno. Já comentei aqui com vocês como é minha construção de um sistema misto e como incluo o Bullet Journal na jogada. Ele é essencialmente a minha ferramenta de planejamento.

Preciso me concentrar para fazer os meus planejamentos e tenho claro em minha rotina os períodos dedicados ao plano do dia seguinte, do mês seguinte, da alimentação, etc. Acredito que dedicar tempo a atividades de organização permite que planejamentos sejam realizados e muito stress seja evitado no meio do caminho. Diariamente, levo cerca de 20 minutos para revisar o meu dia e planejar o dia seguinte. A revisão semanal é um pouco mais longa, chega a durar 2 horas vez em quando. Esses são dois planejamentos que costumavam ter espaço no meu Bullet Journal. No início eu estava fazendo páginas para plano trimestral, mensal, semanal e diário. Mas a longo prazo ficou pouco sustentável por conta do volume de demandas e eu resolvi adaptar.

Como eu disse, preciso me concentrar para fazer meus planejamentos e no computador minha concentração não é das melhores, confesso. Por isso mesmo, escolhi o Bullet Journal para o processo inicial. Acontece que alguns planejamentos são bem extensos, como o planejamento trimestral da minha empresa. São muitos próximos passos e detalhes e quando a coisa precisa de uma estruturação maior, não crio encrenca: já vou logo pro digital. A verdade é que o digital tem uma flexibilidade maior e para os próximos passos de projetos o controle me parece bem mais fácil, principalmente quando precisam ser compartilhados com equipes. No meu caso, escolhi o Todoist para próximos passos dos projetos e Trello para acompanhamento de projetos com a equipe.

Ainda não estou 100% satisfeita com o meu sistema misto, mas acho que isso é natural pra quem veio de um sistema integralmente High Tech. A verdade é que me sinto muito abraçada com o Bullet Journal e todo o processo feito no papel. Tenho notado o quanto isso tem me ajudado a entender melhor o meu ritmo e a minha organização.

Estou gostando de usar a criatividade junto com o meu planejamento e por isso mesmo, continuo estudando e acompanhando o meu sistema misto. No Bullet Journal, já reconheço as páginas principais do meu planejamento, aquelas que tem espaço cativo todo mês. São elas:

  • Capa do mês
  • Planejamento do mês
  • Digital Habit Tracker
  • Planejamento Semanal
  • Revisão Semanal
  • Revisão Mensal
  • Plano de Alimentação

Não é a toa que essas são minhas páginas principais. O processo que envolve a construção delas é um processo de reflexão. É quando eu entro realmente em contato com as expectativas e faço escolhas. É quando analiso e tenho que ter carinho com a informação que recebo ou reconheço. É um processo de criação. E ele nasce no papel. Nada mais justo que tenham páginas especiais pra eles.

Capa do Mês porque gosto de pensar que todo mês tem uma vibe diferente e é importante celebrar sua chegada.

Planejamento do mês porque fazendo essa priorização mensal é muito mais simples de saber o que realizar a cada semana e controlar os prazos de entrega. Quando você sabe o que o seu mês reserva é muito mais simples de dizer sim ou não a oportunidades que apareçam em sua porta.

Digital Habit Tracker porque bons hábitos digitais fazem minha rotina ser melhor. Já que eu trabalho com o mundo digital, ficar de olho nos meus hábitos online é de extrema importância. Além disso, essa é minha área de estudo e eu adoro acompanhar como é o meu próprio desempenho com a metodologia que ensino.

Planejamento Semanal porque essas páginas são verdadeiras amigas. Um bom planejamento semanal traz clareza e tranquilidade. Assim você pode ficar sossegado inclusive sobre o que você não está fazendo. Não sei mais como começar minhas semanas sem esse planejamento. Esses são os planos que com certeza, ganham o prêmio de páginas mais importantes do meu Bullet Journal.

Planejamento de Alimentação porque preciso ficar de olho para comer direitinho. Tenho dificuldades de me lembrar de comer e às vezes fico até pulando as refeições. Sei que isso não é legal e por isso mesmo preciso me organizar! Coloco alarme pra comer de três em três horas e gosto de saber exatamente o que tem na geladeira, o que será a minha próxima refeição, etc. Escrevendo aqui agora, um único pensamento me vem a mente: até na alimentação eu sou minimalista! Hahaha. Planejamento de alimentação merece página de destaque no Bullet.

Essas são as principais páginas do  meu bullet journal e como vocês podem ver, eu não uso a metodologia completa. Uso o que funciona pra mim. Organização é isso. É encontro. É adaptação. É descobrir o que funciona.


Quer aprender a se organizar com Bullet Journal também? Inscreva-se nas oficinas presenciais de Julho e Agosto no Brasil:


 

 

Recent Posts

Leave a Comment

Receba minhas dicas de organização pessoal em sua caixa
INSTAGRAM
FACEBOOK
Contato

Envie um e-mail e entrarei em contato em breve

Not readable? Change text. captcha txt

Start typing and press Enter to search