In Destaque

No início de 2016 eu formulei o meu plano de ação para este ano. O plano de ação é um planejamento onde estipulo as minhas metas para o ano e os projetos que estão relacionados a cada meta. Essas metas são frutos dos meus objetivos de curto prazo (o que pretendo realizar em 2 anos) e costumo pensar nelas através da ferramenta SMART.

Com a mudança para os EUA eu acabei reavaliando todo o meu planejamento de vida. Decidi ter uma vida mais móvel, que me permitisse curtir e trabalhar de qualquer lugar e claro, isso impactou 100% nos meus objetivos. Um deles foi de transformar o meu negócio, tornando-o digital. Para este objetivo acontecer eu resolvi cair de cabeça nos estudos. Assuntos como negócios e empreendedorismo sempre despertaram minha atenção, mas era necessário estudar mais. Por isso uma das minhas metas foi a de ler 25 livros no ano de 2016, sendo a cada mês um livro sobre negócios, um sobre autoconhecimento, outro sobre gestão do tempo e/ou produtividade e outro de literatura. Eu confesso que sou mais ligada a leituras técnicas. O meu lado fantasioso e de entretenimento costuma buscar mais histórias nos filmes e seriados.

A meta de 25 livros me parecia distante em Janeiro. Como eu vou me organizar para ler desse tanto? O que parecia difícil foi ficando mais fácil com o passar dos meses e quando eu vi o hábito da leitura já estava fundamentado na minha rotina. Eu vou dividir com você como que eu fiz.

  1. Estipulei uma meta realista

Percebi que no meu fluxo se eu lesse 30 minutos por dia conseguiria ler pelo menos um livro por semana de 250 páginas (média dos livros técnicos que leio). É claro que eu sabia que em algumas semanas isso não iria dar certo, por conta de viagens, imprevistos e coisas que sempre acontecem no meio do caminho, então me pareceu razoável colocar como meta 2 livros por mês. Coloquei a meta de 25 livros até o final do ano e estipulei uma recompensa para quando alcançasse a meta.

Para dar conta das leituras diárias eu inseri uma tarefa no meu Todoist que aparecia todos os dias dizendo: Ler 30 minutos. Ela aparecia com prioridade alta pois se tratava de um hábito que eu estava tentando instaurar. Eu aliei esta tarefa com a leitura do Feedly que eu já fazia no início da manhã e deu super certo. Levei cerca de dois meses para começar a fazer isso no piloto automático e pude transportar a tarefa de ler 30 minutos para um checklist de coisas que já fazem parte do meu checklist de rotina matinal.

  1. Fiz uma lista das primeiras leituras

Essa meta vale para livros. Ela não engloba leituras de blogs, conteúdos de pesquisa ou feeds de redes sociais. Eu já tinha uma lista de livros em vista e o que eu fiz foi casar as leituras com o momento que eu estava vivendo.

Eu contei cada um desses livros como um projeto semanal e passei a incluir um livro por semana no meu planejamento. Eu mantenho essa lista no Evernote.

  1. Criei uma lista de Algum Dia / Talvez para livros

O bom da leitura é que quando mais você lê mais você quer ler. E claro que continuam aparecendo opções interessantes para compor seu arsenal de leituras, mas é preciso priorizar. Até este momento eu tenho na minha lista de projetos de leitura (livros planejados) o numero de 40 livros. Desses, eu já li 30 e tenho 10 livros na fila, alguns que eu inclusive já comprei. Depois que eu terminar esses 10 livros vou recorrer a minha lista de Algum Dia / Talvez e buscar mais títulos para compor meu planejamento.

Essa lista é composta de sugestões que recebo das pessoas, de indicações que vejo na internet ou de livros que vejo nas prateleiras por aí. Geralmente não compro livros de papel (lembra da história da vida móvel?), então prefiro anotar o título e comprar depois a versão digital. A minha lista de Algum Dia / Talvez Leituras fica no Todoist.

tela

Lista de Algum Dia / Talvez no Todoist

 

  1. Substituí Smartphone por Kindle

Ah, o Kindle. <3 Esse aparelhinho de fato foi um curinga para essa meta acontecer. Por ser leve e pequeno ele cabe em qualquer lugar e não saio mais sem ele de casa. Quando estou em uma fila, no trânsito ou até mesmo esperando alguém experimento sempre pegar o Kindle ao invés do celular. Esse processo de substituição de dispositivos para me distrair me levou a alcançar minha meta mais rápido.

Em Julho de 2016 eu bati a meta de 25 livros, contanto os seguintes títulos:

  1. Gerir na Era Digital – Nuno Ribeiro
  2. A mente organizada – Daniel Levitin
  3. Essencialismo – A disciplinada busca por menos – Greg Mackeown
  4. A mágica da arrumação – Marie Kondo
  5. Os segredos da mente milionária – T. Harv Eker
  6. Conecte-se ao que importa – Pedro Burgos
  7. A menina do vale 2 – Bel Pesce
  8. É da minha conta – Flávia Padoveze
  9. Geração de Valor – Flávio Augusto
  10. Organize em 10 minutos – S. J Scott
  11. Minimalismo Simplifique sua Vida – Samanta R. Rodrigues
  12. Produtividade Digital – Rogerio Job
  13. A única coisa – Gary Keller, Jay Papasan
  14. O poder da ação – Paulo Vieira
  15. Persuasion Mobile – B. J. Fogg
  16. The Four Hour Work Week – Tim Ferriss
  17. A coragem de ser imperfeito – Brene Brow
  18. Produtividade para quem quer mais tempo – Geronimo Theml
  19. O apagão tecnológico brasileiro –
  20. Information Diet – Clay Jonhson
  21. Tudo limpo e organizado em 1 minuto
  22. A bússola interna da liderança – Tony Loureiro
  23. A insustentável leveza do ser – Milan Kundera
  24. Energia Ilimitada – Deepak Chopra
  25. The War of Art – Steven Pressfield

 

  1. Dobrei a meta e a recompensa

Ao invés de me dar a recompensa logo que alcancei a meta de 25 livros, eu resolvi negociar uma meta maior ainda. Se eu consegui chegar em 25 no meio do ano, será que em Dezembro consigo chegar nos 50 e me recompensar com algo ainda maior? É este o desafio da vez. O bom desse desafio na verdade nem é a recompensa no final, mas sim a recompensa durante o processo. Cada livro terminado é mais um pouquinho de conhecimento alimentando meu software e esse é o tipo de coisa que a gente não perde e traz um valor enorme para o nosso auto desenvolvimento.

Chegar até Dezembro com 50 livros lidos, essa é meta da vez. A boa notícia? Acabou agosto e já cheguei no livro número 32. 🙂


Você gostaria de ler mais? Quais táticas você pode usar para instaurar esse hábito na sua rotina?

 

Recent Posts
Showing 4 comments
  • Daiane Pereira
    Responder

    Gabriela, a ferramenta SMART está disponível para android/windows? Fala um pouco mais sobre ela e os demais app que você usa para se organizar.

  • VIVIANE DIAS OLIVEIRA
    Responder

    Quais foram os outros 25 livros incluídos na nova meta?

  • Bruna
    Responder

    Oi Gabriela, muito legal suas estratégias. Eu tenho uma lista no todoist também dos livros que quero ler em seguida, mas preciso me organizar para ler logo no início da manhã e não no final do dia como tenho feito, porque geralmente estou cansada e acabo caindo no sono. Acho que isso tem atrapalhado um pouco meu ritmo de leitura.
    Sobre os dispositivos, eu desisti do kindle porque nunca lembrava dele. Prefiro ler no iphone ou no ipad. No caso do iphone acho mais prático do que ficar carregando mais uma coisa na minha bolsa. Mas não me distraio, coloco até o celular em modo avião para me certificar de que é realmente tempo de leitura 😉
    Abraço

    • Gabriela Brasil
      Gabriela Brasil
      Responder

      Bruna, que legal que você achou uma alternativa que funciona pra você!
      Realmente como o celular fica o tempo todo por perto às vezes é prático usar só ele né?
      Boa estratégia!
      Beijos

Leave a Comment

Receba minhas dicas de organização pessoal em sua caixa
INSTAGRAM
FACEBOOK
Contato

Envie um e-mail e entrarei em contato em breve

Not readable? Change text. captcha txt

Start typing and press Enter to search