19 de abril de 2016

Vantagens de se ter um caderninho

As pessoas se organizam de formas diferentes justamente porque cada um tem um jeito único de fazer as coisas acontecerem. Até mesmo as pessoas que afirmam se encontrar em sua bagunça, surpreendentemente, possuem certo padrão. Por isso, organização também é um processo de auto conhecimento, porque enquanto você está buscando pela sua forma de fazer as coisas acontecerem você acaba aprendendo muito sobre você mesmo. Sua forma de organizar acaba entrando em contato profundo com a sua personalidade.
Eu devo dizer que apesar de não ser lá muito fã de usar e manter papel no dia a dia, a ferramenta que mais faz diferença na minha organização é o meu caderninho. E usar o caderninho me ajudou a descobrir já tanto sobre mim, sobre o meu trabalho, sobre a minha vida no geral que super acho que todo mundo deveria ter um caderninho pra chamar de seu.
vários estudos que comprovam cientificamente a importância da escrita no aprendizado e eu realmente não tenho nenhuma dúvida disso.
A ideia vem e ela vem linda no papel! E é uma delícia quando as ideias simplesmente tomam vida com a escrita. Só de colocar no papel já demos um passo além.
A Bel Pesce é tão fã de usar um caderninho que ela carrega vários dentro da sua típica mochila com o Woody. Dos aprendizados de seus caderninhos, surgiram vários conteúdos legais e cheios de insights bacanas para empreendedores. Os caderninhos já são tantos que somam dezenas de vídeos no YouTube. Vale a pena conhecer O Caderninho da Bel.
A Thaís Godinho também já mostrou como usar o caderninho como Bullet Journal. Para aqueles que amam organização usando papel, vale a pena aprender como fazer.
O caderninho traz uma série de benefícios, a saber:
O papel é ideal para os primeiros passos de um projeto. Às vezes é uma ideia, o telefone de alguém, o email de quem você precisa enviar aquela proposta incrível. Todo projeto começa com um primeiro passo simples e geralmente esse primeiro passo vem de uma reflexão, de um planejamento, de uma reunião, de uma conversa no bar, de uma lembrança no meio do dia. Seja lá de onde venha esse primeiro o passo, o caderninho é um ótimo local para arquivá-lo.
Uso o meu caderninho como caixa de entrada para ideias, tarefas e insights. Atualmente estou usando um caderno do Evernote. Gosto bastante do papel e uso esses adesivos para fazer a sincronização com os cadernos no meu Evernote. Para ajudar no processamento, criei legendas para identificar cada entrada deste caderninho.
Caderninho Evernote by Moleskine

Caderninho Evernote by Moleskine

Vale lembrar que anotar já é um adianto, mas é fundamental sempre checar quais são as anotações e dar o próximo passo rumo a execução.

O caderninho é um local seguro para você guardar suas informações e aliviar sua cabeça. Cabeça não é lugar de guardar listas de tarefas. Não fique esperando que sua cabeça vá te lembrar de todos os pensamentos que você tem ao longo do dia. O lápis mais velho é melhor do que a memória mais forte. Anote!
É bem mais rápido anotar suas ideias no caderninho do que no computador ou no celular. Sim, vocês estão ouvindo isso de um ser high tech. Não apenas mais rápido, mas muito mais eficiente. Porque ao escrever você entra em contato com aquilo de uma forma que a digitalização não permite. Além disso, caderninho não acaba a bateria, né?
O caderninho pode ser um facilitador de decisões e incentivador de reflexões positivas. Ao anotar seus insights e começar a ter uma espécie de diário de bordo você pode tirar várias observações importantes sobre sua vida, decisões a tomar, projetos que está envolvido, etc. Anotar é ótimo. Rever suas anotações vale por uma sessão de terapia!
Mas e onde guardar esse tanto de caderninhos? Eu, por exemplo, uso um por mês! Bem, como eu disse, não sou das mais apegadas no papel, mas sei que tem gente que é. A minha opinião sobre isso é que o caderno em si não é o importante, mas sim o conteúdo que produzimos nele. Então, não me sinto mal de simplesmente digitalizar tudo e jogar o papel fora.
Como estou usando o do Evernote e guardo tudo no Evernote mesmo, já é um processo bem simples pra mim. Tenho o costume de digitalizar papeladas semanalmente, o que também me permite fazer tudo rapidinho, porque não deixo acumular.
Outra alternativa é usar sistemas de integração entre caderninhos e nuvens, com a ajuda da Livescribe, por exemplo. Outro dia desses achei um serviço bem interessante aqui nos Estados Unidos de uma empresa chamada MOD Notebooks, que possui um sistema onde o usuário envia o caderno a eles e a empresa se responsabiliza pela digitalização do seu conteúdo. Caso você não queira mais o caderno físico, ele será encaminhado para reciclagem. Estou testando um caderninho enviado por eles e em breve faço uma resenha pra vocês.
Quem mais aí é fã de caderninhos?
Beijos e até a próxima.

 

Deixe o seu comentário:

Inscreva-se na minha newsletter!

Inscreva-se na minha newsletter!

Receba minhas dicas de organização pessoal em sua caixa de e-mail

Você receberá um e-mail para confirmar o seu cadastro. Não se esqueça de verificar a caixa de spam :)

Pin It on Pinterest